«Que teime
este grisalho burgo
com silhueta de alcantis
e torres onde canta o bronze-bronze
em derramar no mundo a febre
da sua gente, e o vigor
da planta que não larga a terra da raiz!
De independência é o seu perfil severo.
Independência os morros de granito.
Cada pedra ferida, cada gesto
- o povo unido é como pedra!»

Francisco da Cunha,
em «Ode ao Porto»

.Últimas Trips

. Resultados...

. INSERRALVES - Indústrias ...

. Maquetes

. Festival Anual Artístico ...

. Entrevista em Serralves

. Resultados...

. Visita à Casa da Música

. Praça Gomes Teixeira- Pra...

. Gastronomia: Papos de Anj...

. Gastronomia: Cabrito assa...

. Gastronomia: Francesinha

. Gastronomia: Arroz de Cab...

. Gastronomia: Caldo Verde

. Parque da Cidade

. Casa da Música

. Fundação de Serralves

. Resultados...

. CCC on the Road em video

. Desafio CCC

. Qualidade de Vida Urbana ...

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2008

Porto das Pontes: Ponte d'Arrábida

Comprimento: 615 metros

Largura: 27 metros

 

Devido à expansão demográfica do distrito do Porto e do conselho de Vila Nova de Gaia, a Ponte D.Luís não era suficiência para uma boa circulação entre estas cidades. Para resolução deste problema em Março de 1952 a J.A.E. (Junta Autónoma) aceitou o projectodo Eng. Edgar Cardoso. O projecto foi aprovado em 1955, passados 2 anos iniciou-se a sua construção. A 22 de Junho de 1963 é inaugurada a Ponte d’Arrábida, no mandato de Nuno Pinheiro Torres. Nas torres dos elevadores podemos ver quatro esculturas ornamentais, fundidas em bronze. Do lado do Porto as esculturas de Barata Feyo simbolizam «O Génio Acolhedor da Cidade do Porto» e «O Génio da Faina Fluvial e do Aproveitamento Hidroeléctrico», as do lado de Gaia do escultor Gustavo Bastos, representam «O Domínio das
Águas pelo Homem» e «O Homem na sua Possibilidade de Transpor os Cursos de Àgua».


 


publicado por Trips à moda do porto às 21:50
link do post | comentar | favorito

.pesquisar