«Que teime
este grisalho burgo
com silhueta de alcantis
e torres onde canta o bronze-bronze
em derramar no mundo a febre
da sua gente, e o vigor
da planta que não larga a terra da raiz!
De independência é o seu perfil severo.
Independência os morros de granito.
Cada pedra ferida, cada gesto
- o povo unido é como pedra!»

Francisco da Cunha,
em «Ode ao Porto»

.Últimas Trips

. Resultados...

. INSERRALVES - Indústrias ...

. Maquetes

. Festival Anual Artístico ...

. Entrevista em Serralves

. Resultados...

. Visita à Casa da Música

. Praça Gomes Teixeira- Pra...

. Gastronomia: Papos de Anj...

. Gastronomia: Cabrito assa...

. Gastronomia: Francesinha

. Gastronomia: Arroz de Cab...

. Gastronomia: Caldo Verde

. Parque da Cidade

. Casa da Música

. Fundação de Serralves

. Resultados...

. CCC on the Road em video

. Desafio CCC

. Qualidade de Vida Urbana ...

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2008

Mercado do Bolhão

             

                 

 

   O Mercado do Bolhão é um dos mercados mais emblemáticos da cidade do Porto. A construção caracteriza-se pela sua monumentalidade, própria da arquitectura neoclássica. Bolhão, significa, " bolha grande ". O nome é originário do próprio local onde foi edificado o mercado, que foi construído, sobre uma nascente de água -  bolhão. É por vezes referido como " Mercado colorido ", dado o seu ambiente ser envolvido por uma paleta de cores que derivam da imensa quantidade e qualidades  de frutos, flores, aves e verduras. Tem uma forma quadrangular com três pisos, possuindo um amplo pátio central subdividido em dois espaços exteriores por uma galeria coberta de dois pisos e é um excelente exemplar da arquitectura civil comercial.

  O Mercado do Bolhão, encontra-se infelizmente severamente degradado, e já desde 1992 que se pensa na sua reabilitação. A câmara Municipal do Porto, recorreu na decada de 90, a um concurso público internacional, nomeando para juri de concurso, o IPPAR, a faculdade de arquitectura e o arquitecto Álvaro Siza Vieira. O projecto vencedor, do arquitecto Joaquim Massena, mantinha vivo o tecido físico do mercado, com novos conceitos de usos do mercado, com novas funções e novos horários de funcionamento.

  Pelo que nos indica os jornais e a C.M.Porto o projecto já está em nível de execução, pronto para o avanço da obra, contudo, a falta de interesse politica, está a ser decisiva, para a não reabilitação do mercado do bolhão, um dos maiores simbolos da cidade do Porto.

       

 

   Se não conhece este mercado, não deixe de o visitar pelo menos enquanto a tradição, ainda é como " era ". 

publicado por Trips à moda do porto às 22:40
link do post | comentar | favorito

.pesquisar