«Que teime
este grisalho burgo
com silhueta de alcantis
e torres onde canta o bronze-bronze
em derramar no mundo a febre
da sua gente, e o vigor
da planta que não larga a terra da raiz!
De independência é o seu perfil severo.
Independência os morros de granito.
Cada pedra ferida, cada gesto
- o povo unido é como pedra!»

Francisco da Cunha,
em «Ode ao Porto»

.Últimas Trips

. Resultados...

. INSERRALVES - Indústrias ...

. Maquetes

. Festival Anual Artístico ...

. Entrevista em Serralves

. Resultados...

. Visita à Casa da Música

. Praça Gomes Teixeira- Pra...

. Gastronomia: Papos de Anj...

. Gastronomia: Cabrito assa...

. Gastronomia: Francesinha

. Gastronomia: Arroz de Cab...

. Gastronomia: Caldo Verde

. Parque da Cidade

. Casa da Música

. Fundação de Serralves

. Resultados...

. CCC on the Road em video

. Desafio CCC

. Qualidade de Vida Urbana ...

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2008

Vinho do Porto

A equipa do Trips à moda do Porto visitou, no passado dia 4 de Janeiro, o Museu do Vinho do Porto. Desta visita retirámos importantes informações sobre a história, processo de produção e comercialização deste vinho, que é uma das marcas da cidade do Porto maios internacionalmente conhecidas.

 

O vinho do Porto é um vinho natural e fortificado, produzido exclusivamente a partir de uvas provenientes da região demarcada do Douro, no norte de Portugal a cerca de 100 km a leste do Porto.

A "descoberta" do Vinho do Porto é polémica. Uma das versões, defendida pelos produtores de nacionalidade inglesa, refere que a origem data do século XVII, quando os mercadores britânicos adicionaram brandy ao vinho da região do Douro para evitar que ele azedasse. Mas o processo que caracteriza a obtenção do precioso néctar era já conhecido bem antes do início do comércio com os ingleses. Já na época dos Descobrimentos o vinho era armazenado desta forma para se conservar um máximo de tempo durante as viagens. A diferença fundamental reside na zona de produção e nas castas utilizadas, hoje protegidas. A empresa Croft foi das primeiras a exportar vinho do Porto, seguida por outras empresas inglesas e escocesas.

Fundamentalmente consideram-se três tipos de vinhos do Porto: Branco, Ruby e Tawny.

 

Fotografias da Visita:

 

    

 

    

 

    

 

 

publicado por Trips à moda do porto às 20:15
link do post | comentar | favorito

.pesquisar